terça-feira, 25 de agosto de 2009

Vida Insana

Aquilo que sinto,
Ou seja aquilo que peço,
Talvez aquilo que quero,
Jamais importa...
O que importa são os outros.

Nada disso é muito fácil,
É tristeza para o coração.
Não minto, e minhas palavras não meço,
Tenho razão e sentimento,
Em toda essa revolta.

A vida é insana,
Em seus mínimos detalhes,
O que nos conforta é esquecer,
Para não estarmos a ponto,
De enlouquecer.

Seria mais simples então,
Explodir de raiva ou de tristeza?
Que aflora ao se negar algo simples,
Neste momento,
A verdade... uma simples gentileza.


fal.l.ing...b.o.y.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!!