terça-feira, 20 de outubro de 2009

Tia do Gardenal

Carlos Gardenal,
Grande cantor argentino.
Como sua trilha sonora.

Tia do gardenal,
Pederasta ninfomaníaca,
Com suas tetas caídas,
E seu corpo de sexo sedento,
Gritava como uma louca,
Trancada em seu apartamento.

Ela pulava com suas tetas,
E elas, sempre amáveis,
Pulavam junto...
Nunca a abandonaram.

Orgasmos múltiplos,
Mentais transcedentais,
Imaginava-se uma máquina,
Uma leoa... camaleoa,
Vaca? Não... sai vaca.

Vacas não caem bem neste caso.
Então emocionada,
E com suas feições em atraso,
Sua languidez e dor vêm à tona,
Rainha sentada em seu trono,
Seu vaso.




FALL!NG..B0Y

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!!