quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Olho pro céu...

E por quê?
Ah... nem sei,
Essas coisas acontecem neste tipo de lugar.
Eu estou amando!
E por que não?
Teu nome, guardo aqui na memória.

Aqui na solidão, penso em ti.
Penso em nós... em nós dois...
Meu amor.

Madrugadas que se tornam manhãs,
Que se tornam noites...
E eu penso em ti. Em estar contigo.
Afinal de contas... são regras da casa.
A vida tem dessas coisas.

Eu sei você tem muito pra dizer,
Mas eu não tenho muito pra te dar.
Não olha pra mim, eu te amo.
Não olha pra trás,
Eu te amo. Estou aqui por ti.

Abraço o teu travesseiro,
Contra o peito,
Bem forte só por causa da dor.

Afinal...
Você ficou aqui, onde estou.
E eu sinto em tudo o que vejo,
A tua presença.
E eu penso em ti.



F.A.l.l.!.n.g...B.0.Y

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Sol...

Se acaba, não.
Tudo é um eterno recomeço...
Nós é que somos finitos.
Corpo aberto, infinito,
Tudo o que vai deixa o espaço para o novo.

O futuro, se existe é como uma planta,
Assim penso.
Que cresce pouco a pouco,
Até o dia em que se torna plena.

Nossa vida, mesmo que as vezes pareça,
Nunca é pequena, segue adiante.

Precisamos de coragem, pois,
No dia em que formos apenas lembrança,
Restará apenas na memória aquilo que fomos.

De podermos ter sido de alguém a esperança...
Sermos um sol que brilha. Eterno. Incessante.



f.a.LL.!.n.G)*|**|*(bOy

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Haveria

Qualquer coisa de belo no trágico?
Basta sermos bons?
A vida as vezes pode ser muito cruel,
Mas muito cruéis podem ser...
Também as pessoas.

Sinto dor no coração!
De não ser reconhecido,
Ser somente explorado e espezinhado pela vida,
Ser invisível aos que dizem amar,
Tão próximos, mas insensíveis ao ver,
Distantes, como um barco ao mar,
Causando tristeza, sem perceber.


falling¨¨b0y

terça-feira, 31 de maio de 2011

Livres!!

Quantas coisas nos permitimos viver realmente? Eliminando a idéia de estar perturbando a ordem que existe?
É uma tarefa diária reafirmar-se, a luta é interna muitas vezes, buscando firmar nossa existência.
Acaso existe realmente uma única forma de ser?
É mentira que exista uma única maneira de amar, de sentir, por que isso nos pertence e é o que de mais maravilhoso existe de cada ser que se expressa com liberdade.


faLL!Ng.bOy

(feeling inspired in this gray morning...)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Muitas vezes...

Comecei a pensar essa manhã,
Ao levantar da nossa cama...
Sobre as coisas da vida,
Que muitas vezes não sei explicar.

Pensei que,
Assim... quando estou sozinho,
Algumas vezes...
Me vejo no passado.

Na distância, no querer estar presente,
E muitas vezes não poder,
Nos tempos idos, aqueles que nos dão saudade,
Na infância...
Ainda bem que nunca é tarde pra recomeçar.

E como é bom estar acompanhado,
E é lindo ter alguém,
Pra pegar na mão, ganhar beijo...
Nos ajuda a continuar sempre!

Quem nunca teve o momento da dúvida?
Tranquilidades escondendo a sombra...
Quem ainda não sentiu saudades?

Não sei ser superficial.
Sou particular, talvez medíocre,
Mas evoluo, também choro,
Não estou pra arrependimentos.

Minha vida é um chão, de onde brotam flores,
Quase sempre, assim espero, bons sentimentos.



f@ll!nG)*(bOY



" Now in the mood to 'self relieving' myself. Trying to get back on shape.

Today's Soundtrack:
Sonic Youth - Beauty lies in the Eye

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Por que assim?

Por que tudo tão de repente precisa dar errado?
Faz-se sempre o melhor tentando acertar e isso não serve de nada?
Num piscar de olhos somos vistos como inúteis incompetentes?
Espero que isso um dia possa mudar... pra melhor.
Esse dia vai chegar e poderei dizer, adeus a quem não valoriza,
Adeus a quem sempre explorou sem piedade, sem pudor,
Ainda estarei livre de tudo isso.
Somente me pergunto, por que as coisas tem de ser assim.
No que depender de mim, um dia, ainda me tornarei melhor. Longe daqui.


fall!ng..boY

quinta-feira, 17 de março de 2011

Farto

Adormeço,
Ouvindo o barulho da chuva,
Enquanto uma garça voa,
Sob um céu triste,
Cinza.



falling.boY

quinta-feira, 10 de março de 2011

Neverland

Um dia,
Inesquecível...
Buscando razões para o nada,
Uma pedra atravessou em meu caminho,
E o nada,
Se transformou em amor,
Imenso de céu,
Terra,
E espinho.


f@LL!nG.bOy

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Sádicas

Fálicas,
Atávicas,
Fervorosas,
Reações.

Sádicas,
Nervosas,
Perigosas,
Sensações.

Mágicas,
Grandiosas,
Prazerosas,
Posições.


fa!!inG.|3oY