domingo, 30 de junho de 2013

Sempre Há Tempo...

Deixe ir,
Onde o amor estiver,
Lembre de quando tudo ao teu redor estiver a sumir,
E eu estiver contigo em meus braços,
Não haverá ninguém esperando,
De qualquer maneira.

Tão triste, teu coração incansável,
Aprende lições,
De que não há tempo suficiente,
Não há tempo para esperar.

Não questione,
Não há tempo que faça curar,
Que faça passar o sentimento do amor,
O sentimento,
De te acalentar em meus braços.

Não há ninguém esperando,
Enquanto vivo.
Enquanto vais,
É preciso não olhar pra trás,
Não há nada a seguir,
A não ser teus próprios passos.

E quando chega a noite,
E fechas teus olhos,
E dormes teu sono,
Toda escuridão se torna luz,
Quando abres teus olhos para a vida,
Para a alegria,
Para a imensidão do mundo,
Para tudo que ainda precisas viver.



fall!ng.b0y

sábado, 15 de junho de 2013

Regras Filosóficas sobre o Nada

A velocidade do medo,
Da ilusão,
A intensidade.

A calamidade do incerto,
Beleza do estar perto,
Preciosidade.

Se o passado é confusão,
O futuro é livro aberto,
É liberdade.




 


Fall!ng.b0y