segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Personal Drunk Hell

Inferno pessoal,
A morte, que faz nos render,
 póstuma...
Que aqui jaz.

Sinto,
Ninguém dirá nada, mas ao fim tudo será sofrimento temerário, será apenas solidão sem volta.
Mesmo que não saiba.

E eu só queria uma vida decente.
Mais nada, não queria nada.
Além disso...
E que Deus, sobe ao céu.
É minha alma.

Este é o final. 
A verdadeira dignidade. 
O alívio, 
Uma desculpa à finalmente não saber o que fazer.

Um esforço físico para o fim.
 A maravilha do sacrifício.
Até que ele e tudo termine. 
E seja a resposta.
Ao fim é uma arte.
Tristeza e também vigor.


fa,,lling/b0y




Pela memória de uma vítima fatal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!!